CATOLÉ FOI UMA DAS CIDADES APROVADAS NA JORNADA DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR

O objetivo da Jornada de foi de incentivar o debate e a prática das ações de Educação Alimentar e Nutricional no ambiente escolar e dar visibilidade àquelas já desenvolvidas nas escolas públicas de educação infantil.

 

A nutricionista, Danila Suassuna, responsável técnica dos referidos municípios, executou com o apoio das diretoras, coordenadoras e todos os funcionários das Seguintes creches:

1.Creche Carmelita Rocha-Patu/RN(Diretora: Terezinha Adelino Alves e Coordenadora: Josiane Martins);

2.Creche Rômulo Maia Leopoldino-Catolé do Rocha/ PB(Diretora: Jakeline de Freitas Maia e Coordenadora: Lunara);

3.Creche Terezinha Pereira Nunes-Catolé do Rocha/PB(Diretora: Maria Gertrudes Dantas Oliveira e Coordenadora: Valquíria Aguiar), todas às ações relacionadas aos 6 TEMAS propostos:

 

TEMA I: Alimentação complementar e prevenção da obesidade infantil;

 

TEMA II: Alimentos Regionais Brasileiros;

 

TEMA 3: Prevenção e redução de perdas e desperdícios de alimentos;

 

TEMA 4: Horta Escolar Pedagógica;

 

TEMA 5: Agricultura Familiar na Escola;

 

TEMA 6: Atividades lúdicas para o desenvolvimento social e relacionado ao ato de comer.

A creche Terezinha Pereira Nunes foi além do resultado da aprovação, o TEMA 3 trabalhado nesta instituição foi escolhido pelo FNDE, como um dos melhores relatos do país e, em Março/2018, será publicado num livro de circulação em todo território nacional.

Para a nutricionista Danila Suassuna, “participar desta Jornada foi ter a oportunidade de vivenciar um momento muito especial, inesquecível nestas unidades escolares. Somos protagonistas de uma linda história de AMOR, APRENDIZAGEM E EDUCAÇÃO. Apesar das limitações de Nossa sofrida região Nordeste, em meio às dificuldades existentes, como pobreza, seca, falta de acesso a uma alimentação digna, saudável e adequada as desigualdades sociais e tantas outras realizaram o grande sonho de fazermos a diferença em nossas escolas”. #PMCR #AlimentaçãoSaudável 🍎🍐🍊🍋🥦🥕🥔

 

Por: ASCOM PMCR/Clodoaldo Medeiros 

 

« Voltar